Chapter 1
Chapter 2
Partilhar no Twitter

O XVIII Capítulo Geral convocou membros da SVD de todas as regiões do mundo no Centro Ad Gentes em Nemi, de 17 de junho a 14 de julho.

No total, 46 nações representavam, falando muito mais línguas, além das oficiais (inglês e espanhol), usadas nas sessões e na liturgia.

Se tivéssemos que descrever a natureza dessa longa reunião de um mês, poderíamos dizer que foi uma combinação de reunião, retiro e celebração de nossa identidade SVD, todos juntos.

Nossas raízes

Ao escolher o tema do Capítulo Geral: "O amor de Cristo nos impele (2 Coríntios 5:14): Enraizados na Palavra, comprometidos com sua missão", pode-se ver a intenção da Congregação de evocar sua fonte de inspiração mais importante: a Palavra de Deus.

De fato, a Palavra desempenhou um papel fundamental no decorrer do Capítulo, como foi lido, ouvido, compartilhado e rezado nas liturgias e nas sessões em que a Bíblia e a Vida foram compartilhadas. A Palavra tornou-se igualmente necessária para as deliberações e decisões que se referiam à vida e missão dos membros da Congregação hoje e no futuro.

Além de encontrar inspiração na Palavra, o Capítulo também se inspirou na espiritualidade da geração fundadora, apresentada aos capitulares pelo padre Jürgen Ommerborn, SVD e Sr. María Cristina Avalos, SSpS. Eles entregaram um conteúdo muito valioso de como Arnold Janssen entendeu a Congregação em relação a Deus.

De acordo com Pe. Ommerborn, o Fundador viveu e trabalhou com a convicção de que foi chamado por Deus para fundar a Congregação do Verbo Divino e as duas congregações das Irmãs. Sua consagração ao Espírito Santo, em 3 de outubro de 1887, ilustra sua profunda crença de que "nossa Congregação deve ser apenas um instrumento nas mãos de Deus" e que "a Congregação deve procurar renunciar à sua própria vontade".

A inspiração também veio do Papa Francisco, que os capitulares tiveram a oportunidade de conhecer durante a primeira semana do Capítulo Geral. Nesta audiência especial, o Papa Francisco também nos lembrou, como Missionários do Verbo Divino, que devemos retornar às nossas raízes como foram estabelecidas pelo nosso Fundador, e levar adiante nossa missão com os pobres e marginalizados bravamente e criativamente e com profunda confiança. na providência de Deus. O Papa Francisco disse: "São Arnaldo estava convencido de que na vida de um missionário não há nada que possa justificar a falta de coragem e confiança em Deus".

Finalmente, a inspiração também veio da sabedoria de cada um, compartilhando nossas experiências e articulando nossos pensamentos e esperanças para o futuro da Congregação através das várias orientações e prioridades que elaboramos.

Por Pe. Heinz Kulüke e a equipe de liderança

Publicado no boletim "Nota de Arnoldus" - agosto de 2018

Outras Notas

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27

Reflexão sobre o 18º GC Stmt - Finanças - Nos. 34, 35

Neste clipe d’Animação Espiritual, Dante Salces Barril, SVD das Filipinas Centrais, compartilha seus pensamentos sobre Finanças na Vida Intercultural no contexto da Declaração do 18º Capítulo Geral, Nos. 34, 35 (subtítulos en Español)
Partilhar no Twitter

Reflexão sobre "Construtores de pontes" na vida intercultural

Marek Vaňuš, Coordenador Geral SVD para o Apostolado Bíblico, compartilha suas reflexões sobre Construtores de Pontes na Vida Intercultural no contexto da Declaração do 18º Capítulo Geral, nº 33  (clique em “CC” para legendas em espanhol)
Partilhar no Twitter